À Sombra do Medo / Under the Shadow – Dica de Filme

Faz tempo que não deixo uma dica de filme aqui no blog. Mas isso não significa que eu não tenha estado dedicando horas e horas dos meus dias e noites assistindo tudo que eu consigo! Continuo com o hábito de assistir pelo menos um filme por dia.

Peguei esta sugestão com o Mark Kermode, meu crítico de cinema favorito. Este foi, pra ele, o melhor filme de 2016. E por sorte está no Netflix.

Assim como eu, o Kermode é super fã de filmes de terror. Achei que valeria a pena conferir Under The Shadow (direção Babak Anvari). Além de ser aprovado pelo Mark (íntima.. hehe), o longa foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro no ano passado.

Olha só o trailer:

Sinopse

A história se passa em Teerã, no Irã em 1988. O país já estava em guerra com o Iraque há 8 anos. Shideh (Narges Rashidi) é mãe, esposa e estudante de medicina, mas é expulsa da universidade por ter se envolvido em movimentos de esquerda contra a revolução que dominou o país. Isso já é de partir o coração e por si só já daria um filmaço. Mas o buraco é bem mais embaixo.

A cidade está sendo devastada por bombardeios e, mãe filha precisam sobreviver aos ataques sozinhas, já que o pai foi enviado ao front. Ao mesmo tempo, a presença de um mal inexplicável e aparentemente sobrenatural se instaura na casa da família.

O que mais me prendeu no filme foi o pano de fundo da guerra e todo esse contexto histórico social rolando. Me pareceu muito apropriado pra este momento de incertezas que o mundo todo vem vivendo com o início do governo Trump nos EUA e as medidas extremamente retrógradas que estão sendo tomadas por lá. O medo de que esse retrocesso sociocultural realmente se instaure. Assim como vimos no filme acontecendo em Teerã, tenho muito receio de que a opressão dos pensamentos conservadores, particularmente contra os grupos já historicamente oprimidos, vá acabar com nossas vidas e direitos arduamente conquistados.

Então temos, além da destruição da guerra, o horror sobrenatural. [Spoiler alert!] O filme dá muita brecha pra suspeitarmos que os acontecimentos misteriosos podem ser algum tipo de delírio, pesadelo ou paranoia da protagonista. Por outro lado, as manifestações sobrenaturais podem também ser uma metáfora para o terror que de fato está ocorrendo na vida da protagonista.  Acho que cabe a cada pessoa que assiste tirar as suas próprias conclusões.

Resumindo é um filme muito bem feito, super interessante e bacana de assistir, bem assustador e feminista pra caramba ??

Para quem gosta de: filme de terror, filme cult, fimes engajados, cinema internacional, protagonistas femininas fortes, suspense, filmes aclamados pela crítica, Netflix,  terror sobrenatural, contexto cultural histórico, terror psicológico, feminismo.

?

Quero muito saber o que vocês achou! Deixa um comentário aqui embaixo ;)

Se preferir, comente por aqui: